Resistência a Corrosão

O titânio na industria tem como sua principal aplicação a resistência a corrosão é sem sobra de duvida um material extremamente resistente ,salvo em algumas exceções que dado a relação concentração / temperatura podem limitar a sua utilização , há caso de impurezas que também trazem efeitos negativos a resistência a corrosão do titânio.


De uma maneira geral o titânio comercialmente puro nos graus 1 , 2 , 3 e 4 oferecem boa resistência , mas há casos em que o titânio puro não resolvem problemas de corrosão, havendo necessidade de recorrer a por exemplo o Titanio -Pd , cujas propriedades mecânicas são semelhantes ao CP porém muito superior em resistência a corrosão em que as condições são mais severas.


As condições mais indicadas para o titânio trabalhar são os meios oxidantes e em meios levemente redutores.
O que faz com que o titânio tenha esta resistência é a sua película de oxido , ou seja um filme em sua superfície se forma de maneira instantânea tanto quando exposta ao ar ou em umidade. Para se ter uma idéia , quando se limpa a superfície do titânio exposta ao ar , imediatamente se forma de 12-16 Angstrons de espessura , após 70 dias haverá 50 Angstrons , em 545 dias a espessura será de 80-90 Angst. e de 250 Angstrons em quatro anos. Há casos em que se tem a necessidade de acelerar o crescimento deste filme , então adota-se algumas técnicas de expor o material em meios oxidantes utilizando polarização anodica , podendo ainda criar condições fortemente oxidantes que tornarão o filme de oxido de titânio estável e resistente a muitos dos meios corrosivos principalmente se houver a presença de oxigênio.

Onde estamos

Rua Fortunato Ferraz n° 1014

Vila Anastacio - São Paulo

(11) 3835-8965